al. Joaquim Eugênio de Lima, 187 cj. 41
cep. 01403-001 São Paulo - SP
tel. +55 11 2339-1472
cel. 7649-2694
id. 55* 100* 41131
contato@recinertambientale.com.br

Apenas 20% do lixo do estado são destinados a locais apropriados

Publicado no Jornal do Brasil em 18 de agosto de 2011

O superintendente de Políticas de Saneamento da Secretaria de Estado do Ambiente, Victor Zveibel, afirmou que, de cerca de 10 mil toneladas de resíduos da construção civil, apenas 1.800 são identificadas e destinadas a locais apropriados. A declaração foi feita durante o primeiro dia do seminário “Política Nacional de Resíduos Sólidos”, realizado na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), nesta quinta-feira (18/08). Durante o evento, a presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da Casa, deputada Aspásia Camargo (PV), disse que uma campanha de conscientização para reduzir a produção de resíduos sólidos no estado é necessária.

Zveibel assegurou que a secretaria está realizando um projeto-piloto em seis municípios da Baixada Fluminense: Caxias, Belford Roxo, São João de Meriti, Mesquita, Nova Iguaçu e Nilópolis, definindo pontos de entrega voluntária do entulho de pequenas obras. “A secretaria está incentivando a utilização destes pontos, para que pessoas que realizam pequenas obras em suas casas possam dar um destino adequado aos seus resíduos. Mas também devemos cobrar das grandes geradoras, as empresas de construção civil, a responsabilidade com o entulho produzido”, lembrou.

Já para Aspásia, os resíduos de construção civil representam um grande perigo à sociedade, se despejados de forma irregular. “Precisamos estar atentos a este segmento dos resíduos que, graças ao ‘boom’ imobiliário que vivemos hoje no estado, vem crescendo cada vez mais. A conscientização é a saída para que futuras gerações possam atrasar possíveis efeitos dos danos causados ao ambiente”, reforçou a parlamentar.

A secretária de Meio Ambiente de Mesquita e presidente da Associação Nacional dos Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Kátia Perobelli, falou da experiência próspera que a cidade desenvolve, há seis anos, com a coleta seletiva. “Através da parceria do poder público, iniciativa privada e catadores, Mesquita conta, hoje, com cinco galpões, três caminhões e todo equipamento necessário para coleta seletiva. Esperamos que, até o final de 2012, 80% do município sejam atendidos por esta iniciativa”, garantiu.

O seminário terá mais um dia de atividades nesta sexta-feira (19/08), a partir das 14h, no Auditório Senador Nelson Carneiro, prédio anexo ao Palácio Tiradentes, com o tema “Política Nacional de Resíduos Sólidos – Desafios e Oportunidades”.

Comments are closed.

Copyright © 2019 RECINERT AMBIENTALE :: Tecnologia em Reciclagem de Entulhos e Resíduos da Construção Civil - Todos os direitos reservados. designed by Dumafiga Studio ®